Cirurgia de adenoide: é possível fazer com a rinoplastia?

Publicado em

Por: Dr. Fábio Zanini - CRM/SC 8373 | RQE 3904

A adenoide é um tecido linfoide localizado atrás das cavidades nasais, na região logo acima do palato mole (céu da boca) e visível somente com uso de instrumentos. Trata-se de um órgão que faz parte do sistema imunológico, atuando como um mecanismo de defesa na produção de anticorpos. O aumento da adenoide é mais comum em crianças, mas também pode ocorrer em adultos. Essa condição, mais conhecida como carne esponjosa, é responsável pela obstrução nasal — às vezes, principal indicação para a adenoidectomia.

Neste artigo, mostramos quando a cirurgia de adenoide pode ser combinada à rinoplastia. Continue a leitura e entenda porque essa é uma situação pouco frequente entre os adultos e em quais situações é mais comum combinar a cirurgia funcional e estética!

Quais são as consequências do aumento da adenoide?

O aumento da adenoide pode provocar a obstrução nasal contínua, levando à respiração bucal crônica. Ao mesmo tempo, há uma considerável piora dos roncos e da qualidade do sono, bem como voz anasalada, boca seca ao acordar e até desalinhamento dentário.

No entanto, o aumento da adenoide é raro em adultos. Na verdade, trata-se de uma condição que acomete mais as crianças.

Em adultos, as causas da obstrução nasal costumam ter origem na hipertrofia dos cornetos inferiores. Os cornetos (ou conchas nasais) são estruturas ósseas cobertas por mucosas localizadas dentro do nariz.

Geralmente, há 3 cornetos de cada lado: superior, médio e inferior. O aumento dessas estruturas nasais (principalmente, inferiores) ocorre por conta de rinites alérgicas ou não-alérgicas, entre outros fatores desencadeantes. O problema pode ser unilateral ou bilateral.

Por se localizar ao lado da tuba auditiva, a hipertrofia dos cornetos pode desencadear episódios de otite média por obstrução. Trata-se de uma infecção de ouvido, de origem viral ou bacteriana, que provoca fortes dores e gera prejuízos à audição.

Como é a indicação para a cirurgia de adenoide?

A principal indicação para adenoidectomia (cirurgia de retirada da adenoide) é a obstrução nasal constante. As otites médias recorrentes são o segundo maior motivo para a remoção da adenoide.

O procedimento somente é realizado quando o aumento da adenoide não regride com o tratamento farmacológico padrão (uso de medicação). Considerado simples e rápido, ele não afeta o sistema imunológico, pois o organismo conta com outras estruturas capazes de suprir essa função.

A recuperação pós-operatória também é tranquila e leva entre 1 e 2 dias. Neste período, pode haver secreção nasal com um pouco de sangue e dor de garganta, mas de maneira bem tolerável.

Quando a cirurgia de adenoide pode ser associada à rinoplastia?

A cirurgia de adenoide integra as subespecialidades da rinoplastia funcional.

Esse tipo de cirurgia de nariz combina duas ou mais técnicas para corrigir, não apenas, a estética, mas também alterações na estrutura nasal.

A rinoplastia associada à cirurgia de adenoide é indicada para facilitar a passagem do ar e, ao mesmo tempo, harmonizar o formato do nariz. Assim, em uma única intervenção, pode-se resolver dois problemas: a função e a forma nasal

Mas, como salientado, a cirurgia de adenoide é mais comum entre pacientes infantis, por isso a alteração estética só é realizada quando bem indicada. Para os adultos, a rinoplastia pode ser associada à :

  • correção do desvio de septo;
  • correção da hipertrofia dos cornetos e
  • remoção de tumores.

Leia mais: Rinoplastia funcional: conheça as vantagens e indicações

Como é a cirurgia de adenoide por vídeo-cirurgia?

A rinoplastia associada à adenoidectomia é uma das possibilidades da cirurgia endoscópica nasal. A técnica, um tipo de vídeo-cirurgia, é indicada para tratar patologias obstrutivas.

Para isso, o cirurgião usa endoscópios flexíveis com lentes anguladas, que mostram

diferentes ângulos do complexo nasossinusal. Antes de iniciar o procedimento, é feita anestesia (local ou geral). Depois, o cirurgião introduz o endoscópio e, paralelamente, os instrumentos cirúrgicos.

Graças à essa tecnologia, o cirurgião consegue uma melhor visualização da área a ser operada — mesmo trabalhando com incisões menores. Dessa forma, a integridade dos tecidos saudáveis é assegurada.

Assim, a cirurgia endoscópica gera menos traumas, dores e ainda reduz o período de recuperação. Ao mesmo tempo, o risco de reações inflamatórias pós-operatórias, bem como de problemas na cicatrização, também diminui.

Outro diferencial desse tipo de técnica diz respeito à melhora estética. Como as angulações possibilitadas pelo endoscópio aumentam a precisão cirúrgica, a aparência final fica ainda mais harmônica e natural.

Mas apesar das vantagens possibilitadas pela tecnologia, uma intervenção cirúrgica nunca

não é isenta de riscos. Por isso, a cirurgia endoscópica nasal precisa ser corretamente indicada, devendo ser realizada por otorrinolaringologistas com especialização e experiência em vídeo-cirurgias.

Antes de tudo, busque o diagnóstico adequado

Para concluir, se você vive com o nariz entupido, bem como com todos os inconvenientes que essa condição implica, procure ajuda médica para saber o que está levando ao problema. Como vimos, a obstrução nasal pode indicar várias patologias e a melhor maneira de tratá-las é com um diagnóstico preciso.

Caso você tenha o desejo de corrigir algum aspecto estético do nariz, pergunte ao especialista se o seu caso necessita associar a cirurgia de adenoide à rinoplastia. Sua qualidade de vida só tem a ganhar!

Gostou do artigo? Esperamos que tenha sido útil! 

Se você mora em Florianópolis e quer avaliar seu quadro clínico, agende uma consulta com o Dr. Fábio Zanini — otorrinolaringologista especialista em rinologia. Se não, sinta-se à vontade para enviar suas dúvidas por e-mail!

Material escrito por: Dr. Fábio Zanini - CRM/SC 8373 | RQE 3904

Médico formado pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1999, fez sua especialização em Otorrinolaringologia pelo Hospital da Lagoa no Rio de Janeiro/RJ e Mestrado pela Santa de Misericórdia de São Paulo.

Assine nossa newsletter!


Fábio Zanini - Doctoralia.com.br