Otoplastia

Nome técnico: otoplastia

Parte do corpo: orelhas

Idade recomendada: a partir dos 7 anos

Anestesia: local ou geral, variando conforme cada caso (em crianças a anestesia costuma ser geral)

Duração da cirurgia: de 1 a 2 horas

Permanência na clínica: em até 24 horas

Cicatriz: nenhuma cicatriz externa visível (geralmente é feito apenas um corte, que cicatriza muito bem, atrás das orelhas)

Pré-operatório: exames de laboratório

Pós-operatório: o curativo para proteger as orelhas deve ser utilizado por 1 dia e, depois, é necessário o uso de uma faixa protetora durante 30 dias

Tempo de recuperação: entre 10 a 15 dias

Resultado final: em cerca de 3 meses

Fonte: Associação Brasileira de Cirurgia Plástica da Face (ABCPF).

Otoplastia é o nome da cirurgia para melhorar a aparência das orelhas. O procedimento deve ser realizado somente por um médico com formação cirúrgica adequada — por exemplo, um otorrinolaringologista com especialização em otoplastia.

As técnicas cirúrgicas variam conforme as necessidades dos pacientes e vão muito além da correção da chamada orelha em abano, embora esse seja o principal motivo de procura pela cirurgia. Além dos desvios estéticos, problemas funcionais também podem ser tratados.

Fonte: Associação de Cirurgia Plástica da Face (ABCPF).

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) preparou uma lista com os riscos da otoplastia. São eles:

  • sangramento (hematoma);

  • assimetria;

  • infecção;

  • má cicatrização;

  • alteração na sensibilidade da pele;

  • contornos irregularidades na pele;

  • descoloração da pele;

  • edema (inchaço);

  • riscos da anestesia;

  • alergias à fita, ao material de sutura, a colas, a produtos derivados do sangue, a preparos tópicos ou a agentes injetados;

  • dor, que pode perdurar e

  • possibilidade de novo procedimento cirúrgico (otoplastia secundária).

Mas atenção: é importante lembrar que todo procedimento médico possui um risco variável. Com os procedimentos de cirurgia plástica da face não é diferente.

Por isso, o ideal é sempre buscar minimizar os riscos. Uma das maneiras mais eficientes de prevenir problemas é fazer uma boa preparação antes da realização da cirurgia.

Para auxiliar em todo o processo de preparação para a otoplastia, confira as principais recomendações pré-operatórias:

  1. Obedecer às instruções dadas pelo médico para a internação.

  2. Comunicar qualquer anormalidade que, eventualmente, ocorra (quanto ao seu estado geral).

  3. Na eventualidade de optar pela anestesia geral, comparecer à cirurgia em jejum absoluto de, no mínimo, 8 horas.

  4. Comparecer acompanhada à internação e não trazer objetos de valor para o hospital.

Os cuidados no período pós-operatório impactam, diretamente, no sucesso do procedimento. Por isso, confira algumas das recomendações mais importantes:

  1. O uso de brincos e piercings nas orelhas deve ser evitado por, pelo menos, 1 mês.

  2. O curativo deve ser mantido durante 48 horas, conforme a orientação médica.

  3. A faixa protetora deve ser usada à noite por, pelo menos, 2 semanas.

  4. A alimentação, a partir do segundo dia, é livre. Coma, principalmente, alimentos saudáveis à base de proteínas (carnes, leite, ovos) e ricos em vitaminas (frutas).

  5. Resista à tentação de expor a área operada ao sol, durante o primeiro mês. Mesmo que você tenha feito sua otoplastia em Florianópolis, existirão muitos outros verões na ilha para você aproveitar.

A cirurgia da orelha em abano deixa cicatrizes?

A cicatriz desta cirurgia é pouco visível, por localizar-se atrás da orelha, no sulco formado por esta e o crânio. Além do mais, como se trata de região de pele muito fina, a própria cicatriz tende a ficar imperceptível, mesmo em algumas técnicas que utilizam pequenas incisões na face anterior.

Certas pacientes podem apresentar tendência à cicatrização inestética (cicatriz hipertrófica e quelóide). Este fato deverá ser discutido, durante a consulta inicial, bem como suas características familiares. Pessoas de pele clara tendem a desenvolver menos freqüentemente este tipo de cicatriz.

Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes inestéticas, na época adequada. A cicatriz hipertrófica ou quelóide, não devem ser confundidas, entretanto, com a evolução natural do período mediato da cicatrização. Qualquer dúvida a respeito da sua evolução cicatricial deverá ser esclarecida durante seus retornos pós-operatórios, quando teremos a oportunidade de fazer a avaliação da fase em que se encontra.


Qual o tipo de anestesia?

Para realizar uma otoplastia em crianças, geralmente, utiliza-se a anestesia geral. Já para fazer o procedimento em adultos, na maioria das vezes, é feita a anestesia local — com ou sem sedação, conforme a necessidade de cada caso.


Qual o período de internação?

A internação da otoplastia varia de meio-período até um dia. Isso depende do tipo de anestesia e da idade do(a) paciente.


Quanto tempo demora o ato cirúrgico?

Geralmente, a otoplastia é realizada em torno de 90 a 120 minutos. Entretanto, o tempo do ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente do centro cirúrgico.

Essa permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Somente seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.


Há perigo nesta operação?

Todo ato médico inclui, no seu bojo, um risco variável. A Cirurgia Plástica, como parte da Medicina, não é exceção. Porém, pode-se minimizar o risco preparando, convenientemente, cada paciente — no entanto, não é possível eliminá-lo completamente.


Há dor no pós-operatório?

Pode ocorrer um certo incômodo durante o pós-operatório da otoplastia. Quando houver esse tipo de intercorrência, ela deve ser combatida com analgésicos comuns.


Como é o curativo?

O uso do curativo pós-procedimento é imprescindível. Nos primeiros dias, protege-se a orelha (principalmente em crianças) com uma espécie de touca — a fim de evitar traumatismos locais.

Em alguns casos, recomenda-se o uso das faixas tipo “ballet” ou “tênis” durante as duas semanas seguintes. Outra possibilidade é o uso de um curativo do tipo envoltório, feito com faixa de crepe.


Quando são retirados os pontos?

Em torno do 10º ao 14º  dia.


Em quanto tempo se atingirá o resultado definitivo?

Um dos aspectos mais bacanas da otoplastia é a rapidez com que se pode vislumbrar o resultado. Assim que se retira o curativo, pode-se ver em torno de 80% do aspecto almejado. Após 12 semanas, o resultado já é considerado definitivo.


Não há risco de “Voltar o Abano” após a cirurgia?

O resultado é geralmente definitivo, mas como tudo em medicina não se pode dar garantia de resultado.


otoplastia