O que você pode mudar no nariz com uma rinoplastia?

Publicado em

Por: Dr. Fábio Zanini - CRM/SC 8373 | RQE 3904

Diversos aspectos relacionados à forma e à função nasal podem ser alterados por meio da rinoplastia. Mas os parâmetros para essas mudanças sempre devem ser as características naturais do paciente — principalmente, em relação ao sexo e à origem étnica. Isso garante que o resultado do procedimento seja harmônico e autêntico.

Neste artigo, listamos alguns exemplos do que pode ser melhorado ou corrigido por meio da cirurgia plástica no nariz. Continue a leitura e entenda porque o sucesso do procedimento depende, diretamente, de uma avaliação individual adequada.

Por que a avaliação individual é tão importante?

A avaliação individual é o que permite determinar os alcances e limites da rinoplastia. Para isso, o especialista faz uma série de exames clínicos, o que pode incluir:

  • inspeção do interior do nariz (antes e depois da aplicação de um spray descongestionante) com um endoscópio, para checar as condições do septo (estrutura que separa as duas narinas) e dos cornetos (mucosa que cobre a área por onde passa o ar);

  • afastamento das narinas (com delicadeza, usando um instrumento apropriado) para observar se a válvula nasal (localizada no interior da cavidade) está causando alguma obstrução;

  • verificação milimétrica das medidas antropométricas faciais, nos planos horizontal, vertical e transversal, com uso do paquímetro (ou projetômetro);

  • tiragem de fotografias, a partir de diferentes planos e ângulos, para visualizar os problemas e facilitar o alinhamento entre os desejos do paciente e expectativas reais.

Complementos à avaliação individual

Além dos exames clínicos, o médico pedirá exames laboratoriais e avaliações de alguns especialistas. Os resultados serão avaliados na consulta seguinte e levados no dia da cirurgia. As solicitações mais comuns são:

  • exames de sangue;

  • avaliações do cardiologista e do anestesiologista.

Orientações sobre contraindicações

Por fim, o médico falará sobre os benefícios para seu caso e os riscos — presentes em qualquer tipo de cirurgia. Além disso, abordará as possíveis complicações, devido à falta de preparação adequada no pré-operatório. As principais contraindicações antes da rinoplastia são:

  • interromper o uso de medicações que possam aumentar o sangramento durante a rinoplastia;

  • suspender o consumo de cigarro, pelo menos, um mês antes da data do procedimento e

  • suspender a ingestão de bebidas alcoólicas na véspera da operação.

Quais aspectos do nariz podem ser mudados na cirurgia?

Para chegar ao formato e função ideais, o especialista analisa as correções necessárias e traça a estratégia de como serão alcançadas. Como cada necessidade exige o emprego de uma ou mais técnicas, diferentes tipos de rinoplastias estéticas e/ou funcionais costumam ser associadas. Isso permite:

  • mudar o tamanho do nariz, corrigir assimetrias, deixando-o proporcional à estrutura facial e afinar a ponta nasal bulbosa, conhecida como nariz de batata;

  • corrigir a giba (osso saltado no dorso nasal) e a largura do dorso;

  • reconstruir áreas acometidas por traumas, por meio da técnica estruturada;

  • respirar melhor, ao corrigir desvios funcionais, como o desvio de septo (que prejudica a respiração) e a hipertrofia dos cornetos (causadora da obstrução nasal crônica);

  • desobstruir os seios da face e restabelecer a função do aparelho mucociliar, para tratar a rinossinusite crônica;

  • remover pólipos nasais (pequenos tumores considerados benignos);

  • corrigir defeitos congênitos (como a fenda labial, deformidade que atinge o lábio, bem como a ponta do nariz e o septo).

Então, não dá para ficar com o nariz igual ao do “famoso X”?

Não, mas não significa que isso seja ruim. Afinal, dá para “ficar” com o nariz que melhor harmoniza com o seu rosto e biotipo, respeitando a naturalidade da face.

Acredite: solução melhor não há! Pacientes que passaram por essa experiência relatam uma considerável melhora na autoconfiança e na autoestima.

Outro aspecto relevante é a melhora da qualidade de vida. Isso é relatado, principalmente, entre os pacientes que tinham distúrbios do sono decorrentes de problemas de obstrução nasal.

Por tudo isso, não é necessário fazer uma rinoplastia para ter o nariz igual ao de determinada pessoa. Aliás, desconfie de profissionais que, por ventura, aceitem esse tipo pedido. Nesse caso, é melhor procurar outro especialista, de preferência, um que se dedique a entender o que lhe incomoda e mostre o que pode ser feito para resolver. Lembre-se: o objetivo é chegar à sua melhor versão — e não ser uma mera cópia!

Esperamos que este artigo o tenha deixado mais consciente em relação aos alcances da rinoplastia e à responsabilidade do especialista. Se desejar fazer uma avaliação individual e descobrir o que poderia ser melhorado no seu caso, agende uma consulta com o Dr. Zanini, em Florianópolis!

Material escrito por: Dr. Fábio Zanini - CRM/SC 8373 | RQE 3904

Médico formado pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1999, fez sua especialização em Otorrinolaringologia pelo Hospital da Lagoa no Rio de Janeiro/RJ e Mestrado pela Santa de Misericórdia de São Paulo.

Assine nossa newsletter!