Otorrinolaringologista pode fazer rinoplastia?

Publicado em

Por: Dr. Fábio Zanini - CRM/SC 8373 | RQE 3904

“Mas otorrino pode fazer rinoplastia?” Essa é uma dúvida muito comum. A resposta é: depende da formação de cada médico. Se o otorrino em questão tiver especialização em cirurgia plástica facial, com foco em rinologia, ele está apto a realizar rinoplastias (cirurgias plásticas no nariz). O mesmo vale para o otorrino que possui especialização em otologia, que o torna capacitado a realizar otoplastias (cirurgias plásticas nas orelhas). Ambos os exemplos, aliás, remetem ao meu caso.

Para entender melhor, continue a leitura. Você verá que profissionais que detêm o domínio tanto da parte funcional como da estética do nariz podem oferecer resultados ainda melhores para os pacientes!

O que faz um médico otorrinolaringologista?

Esse é o médico que cuida da saúde do nariz, garganta e ouvido. Pode parecer “pouco”, mas a otorrinolaringologia é considerada uma das especialidades médicas mais complexas. Ela surgiu da junção entre a otologia e a laringologia, no século XX.

Além disso, o otorrino pode fazer rinoplastia e outras cirurgias plásticas faciais de caráter funcional e/ou estético. Com exceção, vale ressaltar, dos procedimentos relacionados aos olhos, dentes e cérebro (a cargo dos oftalmologistas, dentistas e neurologistas).

Assim, quando se trata de nariz, garganta e ouvido, procure um otorrino. Dependendo da sua especialização, ele pode cuidar desde distúrbios simples a problemas de alta complexidade, incluindo diversas cirurgias cérvico-faciais.

Como a otorrinolaringologia se relaciona com a rinoplastia?

Como explicado, a otorrinolaringologia é a especialidade médica que cuida do ouvido (oto), nariz (rino) e garganta (laringo). De maneira geral, o otorrino avalia funções ligadas à audição, respiração, deglutição e, até mesmo, à voz. Porém, conforme suas especializações, suas atribuições podem ir além.

sem

Para se tornar um otorrinolaringologista, primeiro é preciso se graduar em medicina, o que leva em torno de 6 anos. Depois, é necessário fazer residência na área, por mais 3 anos, em média.

A residência pode ser feita em programas de ensino credenciados pelo Ministério da Educação (MEC) ou por cursos de especialização, os quais são certificados pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (ABORL-CCF). A partir daí, o otorrino pode se aprimorar em uma ou mais subespecialidades.

Caso escolha a rinoplastia, por exemplo, isso lhe permitirá ir além das consultas de rotina. Quando necessário, ele mesmo poderá realizar a cirurgia no nariz do paciente, bem como acompanhá-lo durante todo o processo, inclusive no pós-operatório da rinoplastia.

convívio prolongado entre médico e paciente torna o processo mais prático, pois não é necessário passar por diversos especialistas (do diagnóstico à cirurgia). Isso sem falar na relação de confiança, construída ao longo do tempo. Em uma época de relações cada vez mais frias e impessoais, isso faz toda a diferença!

Qual especialização o médico precisa ter para realizar cirurgias plásticas faciais?

Existem diversos tipos de cirurgias plásticas faciais, bem como procedimentos faciais minimamente invasivos. Cada intervenção exige uma especialização distinta.

A rinoplastia, seja funcional ou estética, pode tanto ser realizada por um cirurgião plástico (que esteja apto a fazê-la, pois nem todos se especializam em operar a face), como por um otorrinolaringologista com especialização em rinologia. Ou seja, basta terem experiência e competência comprovadas.

Mas os cuidados na escolha do médico não param por aí. Além de conversar com outros pacientes sobre suas experiências anteriores, recomenda-se checar quais são suas afiliações.

Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face (ABCPF) é uma instituição mais específica, que reúne profissionais dedicados a aprimorar técnicas e procedimentos de cirurgias plásticas faciais — exclusivamente. Já a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é a entidade mais conhecida, a qual cirurgiões que realizam diversos tipos de cirurgias plásticas.

O otorrino pode fazer quais tipos de rinoplastia?

O otorrino pode fazer diversos tipos de cirurgias no nariz. Confira algumas das mais procuradas.

Rinosseptoplastia

cirurgia plástica para o desvio de septo é indicada quando o desvio compromete as funções respiratórias. Assim, ela serve para tratar problemas como obstrução crônicasinusite, dor nos seios da face, entre outros, e, ao mesmo tempo, aprimorar a aparência nasal.

Cirurgia de hipertrofia dos cornetos

cirurgia para correção da hipertrofia dos cornetos, mais conhecida como carne esponjosa, é indicada para desobstruir a respiração. Se houver o desejo de corrigir o formato do nariz, ela pode ser combinada à rinoplastia.

Rinoplastias estéticas

Além das correções funcionais, o otorrino pode fazer rinoplastias exclusivamente estéticas. É o caso da cirurgia para correção do chamado “nariz de batata”, da cirurgia para levantar a ponta nasal, da cirurgia para afinar o nariz, entre outras.

Rinoplastias pós-traumáticas

As rinoplastias pós-traumáticas são indicadas quando há um comprometimento buco-maxilo-facial. Tratam-se de procedimentos complexos, que restauram tanto a função como a forma nasal.

Quais são as vantagens de fazer a rinoplastia com um otorrino?

O otorrino, desde que tenha especialização em rinoplastia, pode oferecer um tratamento completo ao paciente. Quem o procura para resolver um problema funcional, como um desvio de septo, por exemplo, pode fazê-lo e, ao mesmo tempo, corrigir as imperfeições estéticas do nariz que desejar.

O contrário também é acontece. Às vezes, o paciente vai ao consultório com o intuito de realizar uma plástica no nariz e o otorrino, durante a avaliação pré-operatória, lhe dá o diagnóstico de outro(s) problema(s), de cunho funcional.

Dessa forma, a rinoplastia pode combinar as abordagens reparadora e cosmética na mesma cirurgia. Isso porque, esse especialista entende tanto de fisiologia e anatomia nasal como de harmonização e estética facial.

Como saber se meu otorrino pode fazer rinoplastia?

Uma boa estratégia é buscar pelo cirurgião em sites de sociedades médicas e associações especializadas, na seção “encontre seu médico”. Particularmente, considero a ABCPF a mais assertiva, visto que os profissionais que a integram são capacitados, especificamente, para a realização de procedimentos faciais.

Por fim, não se deixe levar pela pressa ou ansiedade e escolha seu médico com calma, critério e consciência. A rinoplastia, como qualquer cirurgia, tem riscos e esse cuidado é necessário para chegar a um resultado plenamente satisfatório.

Agora que você sabe que otorrino pode fazer rinoplastia, seja para melhorar sua respiração e/ou corrigir algum aspecto na forma nasal, conte com esse especialista. Dada a importância desse tipo de procedimento, tanto para a funcionalidade do aparelho respiratório, quanto para a autoestima, não é possível arriscar. Como explicado, ninguém melhor do que um bom otorrinolaringologista para melhorar suas funções respiratórias e, ao mesmo tempo, a harmonização facial!

Ficou com alguma dúvida? Sinta-se à vontade para entrar em contato. Estou à disposição!

Material escrito por: Dr. Fábio Zanini - CRM/SC 8373 | RQE 3904

Médico formado pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1999, fez sua especialização em Otorrinolaringologia pelo Hospital da Lagoa no Rio de Janeiro/RJ e Mestrado pela Santa de Misericórdia de São Paulo.

Assine nossa newsletter!



    Insira o código na caixa ao lado.

    captcha